7 de outubro de 2016
Compartilhar:

Organização e criança, combinam?

Categoria: #organize

No artigo de hoje, convidei minha amiga Alessandra Criballi, que também é personal organizer, da OrganizandU, para falarmos de organização infantil juntas.

É fato que quando se tem criança em casa, os brinquedos se espalham e tomam conta de todos os cômodos. Mas amiga (o), é possível sim manter a ordem, porém sinto lhe informar, isso depende exclusivamente de você.

Sabemos que uma criança criada sob os princípios da organização tem mais chance de ser um adulto melhor. Afinal, a organização se faz necessária não só na vida pessoal, como também na profissional, através de métodos e estabelecendo rotina funcionais.

Mas como fazer os pequenos serem organizados tão cedo? A primeira resposta para essa pergunta é dar o exemplo. Lembra do ditado “a criança é uma esponjinha”? Sim é real, ela aprende repetindo o que vê, e se você não se esforçar para ser organizado, seu filho ou filha também não conseguirá ser.

Para conseguir ter sucesso com os pequenos, é necessário convidá-los a fazerem parte do processo e desenvolver tarefas que possam ser cumpridas por eles, de acordo com a idade que estão.

Eu sou completamente a favor da técnica Montessoriana. Maria Montessori foi uma médica e pedagoga que desenvolveu um método baseado em pesquisas científicas e empíricas. O método nada mais é que dar autonomia, liberdade com limites e respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas da criança.

Quantas mães e pais não ouviram tanto o “manhêêêêê…” ou o “paiêêêê…”. Muito provavelmente essa gritaria estava sempre relacionada a alguma coisa que seu filho queria, mas não sabia onde estava ou não alcançava o lugar para pegar. Estou errada? Certamente não. Isso aconteceu porque você não deu liberdade e autonomia para seu filho. Ele até podia escolher o brinquedo com o qual quisesse brincar, mas para isso ele tinha de pedir permissão para você ou esperar sua boa vontade de pegar para ele. O método Montessori condena isso. Já que os brinquedos, roupas e objetos infantis pertencem às crianças, dê a elas a possibilidade de escolher com o que quer brincar e a liberdade de pegá-los na hora que quiser. Fazendo isto, você estimula o poder de decisão delas e ainda desenvolve a capacidade motora. E sabe o que isso significa no futuro? Adultos com melhor discernimento entre o certo e o errado, com segurança nas tomadas de decisões, autonomia e capacidade de identificar a responsabilidade de seus atos.

Sendo assim, deixe as coisas das crianças na altura dos seus filhos e em um local em que eles possam se mobilizar e pegar sozinhos. Isso serve para o quartinho deles, o ambiente onde brincam e também na cozinha. Sabe porque seu filho gosta de pegar panelas e tampas? É porque é a altura que eles conseguem mexer na cozinha. Experimente deixar os pratinhos, garrafinhas e todos os objetos coloridos infantis nesse local para que eles escolham qual querem usar e saibam onde estão. Você verá a preferência deles.

Outra forma de estimular, é identificar os brinquedos e os livros para crianças pequenas com ilustrações ou etiquetas quando já souberem ler. Isso facilitará na localização do item preferido. Categorizar e separar os itens por tipo, também ajuda na organização e traz rapidez na hora da procura.

Não pense que você perderá sua autonomia de mãe e pai, jamais! Ao invés de você servir apenas de apoio para pegar as coisas que as crianças querem, agora você será a pessoa que irá orientar o que é melhor ou pior para eles. Crie uma rotina com os horários definidos, como da chegada da escola, almoço, brincadeiras, lição, TV ou celulares e hora de dormir. Tudo deve ter seu tempo de início e fim, inclusive se ela ajudar nas tarefas domésticas. Crie uma gincana. Crianças adoram disputar e ganhar. Dê créditos a ela quando cumprir com as tarefas diárias, torne esse hábito uma rotina prazerosa, vá incentivando seus filhos aos poucos.

Mas não se esqueça, você também tem que fazer sua parte (lembra do exemplo?), então uma vida organizada com rotina e horários pré-estabelecidos vão ajudar a criança a entender que há organização e ordem no lar, o que em pouco tempo se tornará intrínseco nela.

Içami Tiba, psiquiatra e educador, dizia que “É a dificuldade de organização que favorece a bagunça e, na bagunça, dificilmente as pessoas conseguem produzir”. Então cabe a nós ouvir o grande mestre e contribuir para criar mentes mais produtivas, hoje crianças e amanhã adultos melhores.

Conte comigo para ter uma casa organizada e consequentemente uma vida organizada. Feliz Dia das Crianças!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Últimos Artigos

Tenha já o controle da sua casa!

3 de setembro de 2019

7 dicas para organizar Lavanderia

30 de abril de 2019

Existe certo x errado na organização?

25 de março de 2019

Arrume sua gaveta de calcinhas!

3 de janeiro de 2019